MEMES

50 PERGUNTAS

No meu calendário, segundas-feiras não eram dias de memes. Embora eles ainda sejam a salvação dos blogueiros em crise e nem só de textões™ se faça um BEDA, tentei equilibrar a quantidade de memes com o resto de conteúdo. Mas eu tive um dia bosta hoje. Segundas-feiras são um dia bosta pra caralho, por sinal; e depois depois de comer um pedaço de lasanha e duas fatias de pizza, colocar meu pijama e assistir um episódio repetido de Downton Abbey, a última coisa que eu precisava era me preocupar em escrever um texto de duas mil palavras. Esse dia ainda vai chegar, mas não hoje, e de preferência que também não seja amanhã, pelo amor de Deus.

O meme de hoje é um oferecimento de dona Manu, salvadora da porra toda, amém.

1) Qual foi a última coisa que você escreveu num papel?
Meus episódios favoritos da primeira e da segunda temporada de Downton Abbey, pra fazer uma lista depois. #spoiler

2) O que está sempre na sua bolsa?
Carteira, chave do carro, documento do carro, bolsinha com remédios, band-aid, maquiagem se for o caso, espelho e coisinhas de higiene pessoal, uma caneta, um caderninho caso precise anotar alguma coisa, celular, capinha do meu óculos de grau e um tercinho que minha mãe me deu pra me proteger (<3). Se for ficar muito tempo fora de casa, também costumo carregar um livro comigo, mas não é sempre que isso acontece, então não é sempre que tenho um livro na bolsa.

3) O que você costuma pedir num café?
Café ou chocolate quente (se tiver muito, muito quente, peço um chá gelado ou suco ou qualquer coisa assim), bolo ou muffin, e empada se estiver afim de algo salgado. Depende muito do dia – e também do meu humor.

4) Quais websites você visita diariamente?
Facebook, por causa do Valkirias; WordPress pelo mesmo motivo; Instagram e WhatsApp – tanto no celular quanto no computador.

5) Para quem você liga quando está triste/com raiva?
Pra ninguém porque odeio telefone, mas normalmente converso com a Yuu, com a Analu, a Thay, Guilherme, a Michas ou a Manu. De novo, depende muito do dia, do meu humor e também do que aconteceu. Às vezes também converso com minha mãe.

6) De que cor é a sua escova de dentes?
Verde.

(Por algum motivo, as perguntas 7 e 8 desapareceram no além)

9) Você tem piercings?
Não.

10) Qual a melhor época do ano na sua terra?
Gosto muito dos meses de maio e junho, porque costumam ser os mais frios do ano, embora isso nem sempre seja a regra. Também é época de festa junina e quando eu sinto mais disposição pra fazer minhas coisas, além de me vestir infinitamente melhor. Também gosto muito de dezembro, porque é Natal e o clima de fim de ano é algo que gosto demais, demais, demais. Mas nenhuma dessas datas são particularidades da minha terra. Se pudesse dar uma dica, diria para que vocês fujam de Brasília nos meses de agosto e setembro, que são os mais difíceis de sobreviver na capital. De resto, é quase sempre tranquilo e pouco dramático.

11) O que deixa você realmente triste?
Frustrações com a vida, de um modo geral, sejam elas num âmbito pessoal ou de forma mais ampla, como as pessoas horríveis que existem nesse mundo, os passos que nossa sociedade tem dado para trás, esse tipo de coisa.

12) O que deixa você realmente feliz?
Comida, carinho, conversar com minhas amigas, conseguir fazer todas as coisas que preciso dentro do prazo, a natureza, meus bichinhos, Downton Abbey. São coisas pequenas e às vezes meio idiotas, mas tenho cada vez mais tido certeza de que a felicidade está mesmo nas pequenas coisas e não necessariamente no extraordinário – que é maravilhoso, é claro, mas nem só de coisas extraordinárias é feita uma vida.

13) Qual o seu emprego dos sonhos?
Não é nenhuma novidade que meu maior sonho é transformar o Valkirias em um trabalho real, que pague minhas contas e ao qual eu possa me dedicar em tempo integral – ou, ao menos, em horário comercial. Então é ele meu emprego dos sonhos; um sonho que, espero, um dia se torne realidade. Ao mesmo tempo, também tenho o sonho de produzir alguns filmes e poder ganhar algum dinheiro com eles; não ao ponto de ficar milionária ou super famosa, mas o suficiente para continuar fazendo ~minha arte~ numa boa.   

14) Você assina alguma revista?
Não.

15) Qual foi a última coisa que você comprou?
Um oxford vinho.

16) Você gosta de comida chinesa?
Mais do que seria saudável admitir, risos. 

17) Qual foi a última vez em que você esteve numa igreja?
Não tenho o costume de ir à missa, mas de vez em quando vou, porque é algo que me faz bem. A última vez foi esse ano, mas não lembro exatamente quando.

18) Qual foi a última pessoa que fez algo realmente especial para você?
Provavelmente Guilherme, mas tenho a sorte de ter pessoas ao meu lado que estão sempre dispostas a fazer coisas especiais por mim – o que parece loucura e MEU DEUS EU NÃO MEREÇO ISSO, mas graças a Deus essas pessoas existem.

19) Você já esteve em uma ambulância?
Nope.

20) Você consegue enrolar a própria língua?
Sim, mas não como a maioria das pessoas.

21) Quanto tempo leva para se vestir antes de sair?
Gosto de me arrumar com calma e poder aproveitar cada etapa do processo: da escolha da roupa até a maquiagem e o cabelo, quando é o caso. Todas essas coisas demandam tempo, o que na minha vida – e da maioria das mulheres que conheço – é um sonho dourado que só existe na teoria. Na prática, ainda preferimos passar mais cinco minutos na cama ao invés de pular junto com o despertador e começar nossa rotina de beleza. Uma coisa que sempre me ajuda bastante, embora não faça sempre, é escolher a roupa no dia anterior quando sei que não vou ter tempo pela manhã, ou escolher com antecedência no caso de algum compromisso que sei que não vou ter tanto tempo assim pra me arrumar. De todas as etapas, a escolha da roupa é sempre a mais complicada pra mim, e não por acaso já desejei por muitas vezes ter alguém só pra escolher minhas roupas e me vestir. Quando saio à noite, o esquema costuma ser diferente porque normalmente tenho mais tempo, de modo que consigo cumprir cada uma das etapas com louvor.

22) Você fala palavrão?
Com menos frequência do que falava quando era mais nova, mas mais do que muita gente que eu conheço.

23) Você já acampou?
Não.

24) Quantos irmãos você tem?
Três, todos por parte de pai.

25) Qual é o seu nível educacional?
Superior incompleto (ainda).

26) Em quais lugares você já morou?
Até hoje, nunca mudei de cidade, e mesmo de casa foram pouquíssimas vezes: até os três ou quatro anos morei em um apartamento, até os vinte em outro e agora moro numa casa, de onde só pretendo sair quando tiver um lugar pra chamar de meu.

27) Qual a parte favorita do seu corpo?
Meu cabelo.

28) Qual a parte menos favorita do seu corpo?
Meus bracinhos de biscoitera, acho, mas não tenho certeza.

29) Você acha importante celebrar aniversários?
Sem dúvida. Por mais idiota e infantil que possa parecer, aniversários são o único dia do ano em que podemos ser especiais de um jeito completamente infantil e idiota, e poucas coisas são tão maravilhosas quanto se permitir ser infantil e idiota de vez em quando. Ao mesmo tempo, o mundo é terrível demais, chato demais, e um lembrete constante de que não somos tão especiais assim; ninguém é um floco de neve, afinal de contas. Mas acho justo que, em pelo menos um dia do ano, exista a possibilidade de sermos esse floco de neve, de celebrarmos a vida como ela é ao lado das pessoas que amamos e que nos amam de volta. Levo aniversários muito a sério e queria que mais pessoas os levassem também.

30) Você tem roupas da sua infância?
Sim! Minha mãe guardou algumas roupas, sapatinhos e mantas de quando eu era bebê, e ainda que muita gente ache a coisa mais sem critério do mundo guardar esse tipo de coisa, sempre fico encantada de saber que um dia eu coube naquelas roupinhas tão lindas, que minha mãe me carregou em seu colo usando aquele body branco com detalhes azuis, e tenho um carinho muito grande por todas essas pecinhas.

31) Uma coisa ruim sobre ter um blog?
A exposição que às vezes pode ultrapassar a linha do aceitável, a possibilidade de alguém que não queiramos lendo sobre a nossa vida, esse tipo de coisa. Mas acho que é o preço.

32) Quantos copos de água você bebe por dia?
Tento beber – com algum esforço – pelo menos 1L de água por dia. Às vezes bebo mais, dependendo do dia, mas no geral é isso mesmo.

33) A que horas você vai dormir?
Quando consigo manter uma rotina saudável, tento deitar por volta das 23h, que na minha cabeça parece um horário razoável pra largar o celular e sossegar, enquanto espero o sono vir. No entanto, com a loucura que anda minha vida nesses últimos dias, quase sempre tenho ido dormir pra lá da 1h da manhã e ainda assim com alguma dificuldade.

34) Matérias preferidas na escola?
Biologia, Inglês e Redação.

35) Batata frita ou doces?
Depende do doce, mas quase sempre batata-frita.

36) Último filme que você assistiu:
O Filme da Minha Vida, do Selton Mello.

37) A coisa mais romântica que você já fez:
Gente, eu sou a pessoa menos dada a gestos de romantismo que vocês vão conhecer nessa vida, então provavelmente alguma carta que escrevi pra Guilherme quando começamos a namorar ou cozinhar pra ele, sei lá. Realmente sou uma péssima namorada.

38) O presente ideal para alguém que se hospeda na sua casa levar:
Alguma coisa bonitinha, que me faça lembrar da pessoa quando ela for embora. Ou comida. Comida é sempre uma boa opção.

39) Qual a idade do seu pai?
57, acho.

40) Você já saiu no jornal?
Já! Primeiro foi meu nome, quando passei no vestibular; depois meu rosto, na propaganda do colégio.

41) Uma citação favorita?
Tenho um caderno inteiro de citações e é sempre um troço complicado escolher uma favorita, porque são muitas, cada uma com um significado. No momento, tenho vivido de modo a me aproximar mais das minhas raízes e do passado da minha família, e principalmente a marca que deixamos no mundo, algo que ignorei por muito tempo, então a primeira frase que pulou na minha cara foi uma do Walter Benjamin, que diz que “habitar é deixar rastros”. Eu acredito bastante nisso, e espero cada vez mais poder ter consciência do tipo de rastro que estou deixando no caminho.

42) Qual a sua cor de esmalte favorita?
Vermelho e nude; preto quando me sinto um pouco mais gótica.

43) Em quem você se inspira?
Em bastante gente. Minha mãe é minha maior inspiração, porque é a mulher mais incrível que eu conheço e tenho um orgulho danado por poder chamar essa mulher de mãe; mas também me inspiro um bocado nas mulheres da minha família, no meu avô, nas minhas amigas, em alguns professores, e algumas pessoas famosas, porque lógico.

44) Você é vaidosa?
Bastante, mas essa é uma parte da minha personalidade que às vezes fica escondida em meio ao caos que virou minha vida. Sou uma pessoa vaidosa, mas não faço a unha com frequência, mas morro de preguiça de passar creme, mas vivo saindo de casa sem maquiagem, mas tenho preguiça de pentear o cabelo, mas faz pelo menos três meses que não faço a sobrancelha, mas amo sair de moletom por aí e meu sonho dourado era tornar o pijama uma roupa de verdade e não só um troço que a gente usa pra dormir. Amo me sentir bonita, me arrumar, usar roupas bacanas, mas às vezes a preguiça vence e tudo bem.

45) Existe algo que você gostaria de comprar mas ainda não teve a oportunidade ou dinheiro?
Copiando a resposta da Manu, porque essa mulher sou eu em outro corpo: don’t even get me started.

46) Como foi seu noivado?
Pra responder como foi meu noivado, eu primeiro preciso NOIVAR, algo que não vai acontecer por pelo menos os próximos dois anos.

47) Você prefere comprar roupas, bolsas ou sapatos?
Depende muito. Já tive uma fase de praticamente não comprar roupas, mas ter um armário lotado de sapatos; já tive fases de comprar um milhão de roupas e usar sempre os mesmos sapatos, etc etc. Hoje vivo o momento mais equilibrado desde que comecei a ganhar meu próprio dinheiro e pagar pelas minhas roupas e pelos meus sapatos; um nível de maturidade que só fui reconhecer de verdade quando experimentei uma saia, amei, mas deixei ela na loja porque sabia que não precisava tanto assim e que, pelo preço, talvez não compensasse levar uma peça que no fundo eu não precisava. Bolsas, por outro lado, não podia me importar menos. São belas, interessantes, mas não é algo com o qual costumo gastar muito dinheiro. Normalmente uso as mesmas bolsas por anos, até que elas comecem a se desintegrar de vez, e só então compro uma nova como substituta. Ironicamente, tenho MUITAS bolsas, bem mais do que preciso, e é algo que me dá uma aflição imensa: ainda que eu gostei muito de todas elas, o fato de ficar acumulando tralha realmente me dá nos nervos.

48) Você se sente jovem ou velha para a sua idade?
Tenho 84 anos.

49) Quais são os seus maus hábitos?
Dormir muito tarde, não praticar exercícios físicos, procrastinar, aceitar mais trabalho/compromissos/obrigações do que posso arcar.

50) O que você vai fazer quando terminar de responder a essas perguntas?
Assistir um episódio de Downton Abbey e dormir porque amanhã tenho aula e não aguento mais ficar na frente do computador, risos.

Previous Post Next Post

1 Comment

  • Reply Manu 12 de agosto de 2017 at 11:08 PM

    amigaaaaaaaaaaa ADOREI QUE CES TODAS COMPRARAM ESSE MEME SALVADOR!!! (e o gif da Mary, hahahahaha <3). Eu AMO como vc tbm concorda comigo no assunto celebrar aniversários e continuo torcendo que 2018 seja o ano que dê pra comemorar o seu por ai EHEH (felizmente não é agosto ou setembro, risos). Vc consegue enrolar a língua daquele jeitinho esquisito que parece um trevo? se for, NÃO CREIO NISSO – nunca conheci ninguém que conseguisse, estou emocionada
    E VC TBM SOU EU EM OUTRO CORPO AHAHAHAH é nóis amiga
    <3 <3

  • Leave a Reply