CINEMA E TV

MARATONA OSCAR 2016: PARTE I

Então chegamos naquela época do ano. O Carnaval já acabou, as ruas ainda estão cheias de confete, mas o melhor ainda está por vir: falo, claro, do Oscar, nosso amado & odiado prêmio, que acontece no final desse mês. É o momento em que nós, pessoas maravilhosas dessa internet, que fingem que não têm nada melhor para fazer da vida, damos nossas opiniões não-requisitadas sobre os indicados, defendemos nossos favoritos e elegemos os odiados da temporada. É uma época muito maravilhosa essa.

Normalmente essa é uma das minhas épocas favoritas do ano, mas tenho me sentido especialmente preguiçosa em 2016 e bem pouco empolgada com a maioria dos indicados nas categorias principais. Não sei o que aconteceu (na verdade eu sei, mas não vamos falar de coisas ruins), mas como nunca consigo resistir, prometi que, se conseguir assistir todos os indicados a Melhor Filme, já vou me dar por satisfeita. Como não estava muito inspirada, resolvi seguir o formato que a Anna Vitória usou no ano passado e foi sucesso. Espero que seja sucesso aqui também. Por favor, segurem minha mão e vamos lá.

PERDIDO EM MARTE (RIDLEY SCOTT)

the martian

Indicações: Melhor Filme, Melhor Ator (Matt Damon), Roteiro Adaptado, Mixagem de Som, Edição de Som, Efeitos Visuais e Design de Produção.

Sobre o que é? Um astronauta que é dado como morto durante uma tempestade em Marte e é deixado para trás pelos colegas. O negócio é que, contrariando todas as expectativas, o cara sobrevive e agora precisa dar um jeito de continuar vivo no Planeta Vermelho enquanto espera por resgate.

Prestou? Demais. Apesar de parecer só mais um filme chato sobre o Universo, a história é realmente boa e a experiência toda muito divertida. A atuação do Matt Damon é boa o suficiente pra ter feito com que eu risse, chorasse e genuinamente me importasse com o personagem principal, sem contar a trilha sonora, que é fantástica (lembrando que quem está dizendo isso é uma pessoa que nunca presta atenção em trilhas sonoras no geral).

Sinceramente? Foi meu favorito até agora. Assisti morrendo de preguiça e se não fosse Guilherme me arrastando pro cinema, possivelmente não teria visto até hoje. Eu odeio filmes sobre astronautas e missões que dão errado, e também odeio ficar aflita no cinema, então foi uma surpresa bem ótima essa de ter amado tanto The Martian. Não acho que leve o prêmio principal, muito menos que Matt leve uma estatueta pra casa, no máximo alguma categoria mais técnica e só. Mas recomendo muito fortemente.

PONTE DOS ESPIÕES (STEVEN SPIELBERG)

Bridge_Of_Spies_review

Indicações: Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Mark Rylance), Roteiro Original, Mixagem de Som, Design de Produção e Trilha Sonora.

Sobre o que é? Um advogado do Brooklyn que, durante a Guerra Fria, defendeu um espião soviético e foi duramente criticado pelo povo americano, até ser enviado para Berlim para negociar a troca desse mesmo espião por dois americanos (um piloto meio babaca e um estudante legalzinho que ninguém faz muita questão de raptar além dele próprio) e imediatamente virar o herói da nação.

Prestou? Olha, ruim não é. A história é até bem interessante, principalmente pra quem curte a temática (eu curto bastante), e gosto muito de como não colocaram o personagem do Mark Rylance numa posição de vilão, mas sim como um cara que só estava ali fazendo seu trabalho, um senhorzinho muito tranquilo que só quer voltar pra casa e rever a família, muito diferente da imagem que eu teria de um espião soviético (?). Mas no fundo, não deixa de ser um filme americano sobre Guerra Fria (ainda mais dirigido pelo Spielberg), meio quadradão e limpinho demais.

Sinceramente? Acho que vai ser o grande desaplaudido da noite. É um filme com cara de Oscar, mas ainda não sei muito bem o que ele está fazendo ali (aliás, não sei o que a maioria dos indicados estão fazendo ali). Queria demais que o Mark levasse esse Oscar pra casa, mas a concorrência é forte, então acho bem difícil.

MAD MAX – ESTRADA DA FÚRIA (GEORGE MILLER)

mad max

Indicações: Melhor Filme, Melhor Diretor, Fotografia, Figurino, Maquiagem & Cabelo, Mixagem de Som, Edição de Som, Efeitos Visuais, Design de Produção e Edição.

Sobre o que é? Um bando de gente suja e esquisita correndo no deserto.

Prestou? Depende do referencial. Eu não gosto de filme com gente suja e esquisita, não gosto desses cenários pós-apocalípticos onde tudo vira deserto e odeio filme barulhento, então eu não gostei nem um pouco. Mas é um blockbuster, e enquanto blockbuster acho que sim, deu super certo. Só não é mesmo a minha vibe (mas o maluco tocando guitarra é mesmo sensacional).

Sinceramente? Não faço a menor ideia do que esse filme foi fazer no Oscar. Não é só porque eu não gostei. Eu não gostei, não consegui entender o apelo, não consegui entender qual a grande inovação que ele traz porque até agora ele é só um filme que mostra um bando de maluco correndo de carro no deserto. Não é um filme de Oscar. Não é um filme bom. Mas deve levar alguma coisa, tipo Fotografia ou Efeitos Visuais.

SPOTLIGHT – SEGREDOS REVELADOS (TOM MCCARTHY)

spotlight

Indicações: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Roteiro Original e Edição.

Sobre o que é? Um grupo de jornalistas que resolve investigar uma série de casos de abuso da Igreja Católica em Boston e, consequentemente, acabam desencadeando uma onda de revelações de novos casos ao redor do mundo, instaurando uma crise numa das instituições mais antigas da história.

Prestou? Bastante. Ele foca no trabalho dos jornalistas, em todo o processo de investigação – correr atrás de fontes, receber uma porrada de “nãos” e dar com a cara na porta várias vezes até conseguir de fato alguma coisa -, e não no escândalo que a publicação deflagra, o que pra mim foi uma novidade. Mesmo assim é uma história bem intensa, que mexeu em níveis comigo, e que dá um exemplo maravilhoso de que é muito possível fazer cinema de qualidade sem enfiar duzentas firulas no pacote.

Sinceramente? Apesar de ter gostado muito e ter me emocionado bastante e me revoltado etc, fiquei com a sensação de que faltou alguma coisa – o que foi mais ou menos a mesma sensação de todo mundo que esperou ver o circo pegar fogo depois da publicação. A verdade é que, por mais que seja muito interessante acompanhar o trabalho dos jornalistas, é meio um balde de água fria não ver o resultado de um trabalho tão polêmico. A gente espera ver isso, a gente quer ver isso, mas não é essa a proposta do filme. Mesmo assim ele é muito muito bom, e já que Perdido em Marte não leva o prêmio principal, minha torcida até agora fica com Spotlight.

> Caso vocês queiram acompanhar minhas amigas maravilhosas que também estão nessa furada, é só clicar: Palo e Cacau
>> Sei que ainda tô devendo a retrospectiva literária, mas eu realmente ando com muita preguiça de falar sobre livros, então vamos adiantando outros assuntos nesse meio tempo. Prometo que uma hora esse post sai.

Previous Post Next Post

9 Comments

  • Reply Passarinha 11 de fevereiro de 2016 at 4:18 PM

    Miga, você já viu minhas opiniões não solicitadas sobre a maioria desse lá no blog, né? O que sobra pra dizer? Eu realmente gostei muito de Mad Max, mas até agora não sei explicar por quê. Mas The Martian foi outra coisa. Queria muito que um desses improváveis ganhasse, mas do jeito que andam as coisas, acho que só vai sobrar Spotlight realmente no páreo? Veremos.

    Bridge of Spies é o único desses que não vi anda. Talvez eu consiga desenrolar ele hoje de noite, se eu não cair desmaiada na cama (nem durante o próprio filme). Depois de melhor filme pra mim só vai faltar The Big Short, que também já está engatilhado no computador.

    Quero fazer ainda uma ~edição especial~ de animações, porque Divertida Mente eu já assisti e queria ver mais três dos outros indicados, vamos ver se rola. Pelo menos animação é algo que não costuma desapontar tanto. ~~Só~~ tenho mais 13 na minha lista RISOS ETERNOS

    Te amo <3

  • Reply Thay 13 de fevereiro de 2016 at 2:26 PM

    Ai miga, tô achando que minha maratona do Oscar vai dar ruim antes de começar. Te falei lá no twitter como tenho preguiça de assistir filmes e esse ano parece que a coisa piorou. Só vejo se for no cinema, com pipoquinha e chocolate, HAHA, olha o tipo. Da lista de indicados a melhor filme, por exemplo, só assisti Mad Max e Perdido em Marte. AMEI Mad Max, mas sinto que os caras do Oscar jamais dariam o prêmio pra um filme desses, acho que eles ainda não estão preparados pra isso (e, poxa, tu nem gostou). Perdido em Marte é muito divertido, Matt Damon tá ótimo no papel do cara largado pra trás (de novo, convenhamos) e fiquei bem acordada o tempo todo em que assistia (SIM), mas também não sei se é filme nível Oscar. Tenho a impressão que esse prêmio de melhor filme ou vai pra Ponte de Espiões (nem vi, nem verei, acho) ou O Regresso. Acompanhemos. Ainda não assisti Spotlight, mas eu simpatizei com a história que você contou (eu nem sabia o enredo, HAHA) e gosto da Rachel McAdams, e ela tá no elenco (além do John Slattery, que estava em Mad Men), então acharia legal se eles ganhassem. Mas daí a Rachel tá concorrendo com a Kate Winslet e ontem assisti Steve Jobs (consegui terminar um filme, yaaaay) e vai ser páreo duro.
    Beijo, miga! <3

  • Reply BA MORETTI 14 de fevereiro de 2016 at 10:28 PM

    quando fui assistir the martian, eu jurei que seria algo na pegada de gravity (que eu odiei) mas gloriadeux foi muito além e me tirou muuuuitas gargalhadas. quanto a mad max, eu demorei demais pra assistir e criei expectativas demais em cima desse filme, o que me fez ficar um pouco relutante. mas eu gostei sabe, gostei forte. amei ver a furiosa, amei ver um protagonismo desses. e o cara da guitarra, maravilhoso HAHAHAHA

  • Reply Cacau 15 de fevereiro de 2016 at 1:24 PM

    Miga, vim aqui te dar aplausos porque estamos muito desaplaudidas nessa nossa maratona. Não perdoo.
    Com exceção de Mad Max que eu gostei bastante, nossa opinião pros outros filmes é muito parecida. Eu esperava TANTO, mas TANTO assistir o rebuliço depois da publicação da história de Spotlight que fiquei meio cabreira quando isso não aconteceu. Baldão de água fria much?

    Ainda tenho outros pra ver de outras categorias, mas vou ter que dar um corridão pra ver se consigo assistir tudo.

    E agora percebi que estamos usando a mesma fonte no blog, e o mesmo jogo de cores basicamente. HEHE. Somos a mesma pessoa basicamente, né? <3 Mesmo cabelo, mesmos dramas, (quase) mesmas opiniões. Gosto assim.

    Beijão! ♥

  • Reply Alessandra Rocha 17 de fevereiro de 2016 at 12:13 AM

    QUERIA TANTO TER VISTO SPOTLIGHT NO CINEMA, mas ele foi tão desaplaudido que saiu rapidinho de cartaz! Vi o trailer na Comic Con ano passado e fiquei morrendo de curiosidade, vou ver se assisto quando sair nos on demand da vida, virei uma pessoa preguiçosa que não quer mais baixar mais nada hahahah

    Eu gostei de Mad Max mas não amei amei, eu gosto de filmes pós apocalítpticos e desérticos, não sou louca por gente suja mas isso não me incomoda. Se for levar alguma coisa que leve Figurino, Maquigem&Cabelo e Efeitos Especiais, porque não dá pra ignorar o carinha tocando a guitarra que solta fogo DE VERDADE!!

    A plot de The Martian me lembrou -no frigir dos ovos – the revenant e to com preguicinha de filmes assim, PORÉM, você me deixou com vontade de assistir… Então é hahaha

    beijo! <3

  • Reply Dedê 18 de fevereiro de 2016 at 12:26 AM

    Amiga Sharon, cheguei! Eu sei que eu sou um lixo pra mimar, mas eu ainda me remendo, juro. Se serve de consolo, o seu post é o primeiro (!!!) que eu leio sobre os indicados ao Oscar! Juro! Nem Chica eu li ainda, apesar de estar indo jajá lá. Dito isso, saiba que ainda estou com muito saco pra falar sobre esse assunto, então agora me aguente. Primeiro: também adorei Perdido em Marte! Vi no cinema também e achei uma experiência bem mais interessante que só baixar o filme. Concordo com você sobre a atuação do Matt e o personagem e, miga, a trilha sonora! Também aposto nas categorias técnicas, porque apesar de ter amado, não achei que o filme encaixa com o Oscar? Não sei, apesar de ser bem bom, não acho a cara da Academia. Ponte dos Espiões eu queria ter visto, também me interesso pela temática. Também acho que a concorrência tá forte e o bichinho deve ser ignorado, mas pelo menos vou atrás de ver depois do que tu disse. Em relação a Mad Max, obrigada por ter dito tudo que eu acho e tenho medo de dizer porque aparentemente todo mundo amou de paixão esse filme. E Spotlight! Quero tanto assistir. Mesmo com você dizendo que faltou alguma coisa, ainda fiquei com vontade de conferir, acho que foi a sinopse que mais me deixou curiosa. Talvez, se eu já for mais consciência sobre a proposta do filme, não fique com essa sensação.
    E quero ver tu falando do resto dos indicados, acho que a gente tem gosto parecido e quero saber com o que eu perco meu tempo ou não hahaha

    Ps.: miga, tu pode me dizer por onde assistiu Spotlight e Ponte dos Espiões? Tô caçando link que preste, nunca sei por onde assistir as coisas.

    Beijo <3

  • Reply Tary 18 de fevereiro de 2016 at 12:22 PM

    Oi, amiga, vim te mimar *lua*
    Também acho que época de Oscar é maravilhosa, apesar de ainda não estar muito no clima esse ano. Talvez eu esteja mais animadinha na semana da premiação. Vamos aguardar.

    Queria ter amado The Martian tanto quanto vocês, mas achei apenas diver e não engoli a indicação do Matt Damon (ainda mais considerando minha recente birrinha com este senhor).

    AI QUE PREGUIÇA DE PONTE DOS ESPIÕES. Sério, mais do que de O Regresso. Não estou sabendo lidar. Já desconfiava que seria quadrado. Saudades de quando o Spielberg filmava filmes pra entreter a gente.

    Sharonzinha, eu ri da sua implicância com Mad Max HAHAHAHA Mas acho que faz muito mais sentido ele estar lá do que o The Martian?

    Cara, eu adorei Spotlight. E tô torcendo por ele também, já que não tenho esperanças de Mad Max conseguir a estatueta. É um filme perfeito naquilo que se propõe, na minha opinião. Não me incomodou eles não terem mostrado o rebuliço que gerou depois porque isso todo mundo sabe. A ideia era revelar o que aconteceu por trás da reportagem e isso eles fizeram com maestria.

    Falei pra Cacau e repito pra você: me deseje sorte nesse fim de maratona que fácil não está.

    Beijos <3

  • Reply Nay 18 de fevereiro de 2016 at 6:41 PM

    Adorei que cê já me ajudou tirando Ponte dos Espiões da lista. Assisti o trailer e fiquei com aquela sensação de morta de preguiça para assistir.

    Quero muito ver Spotilight porque é sobre um assunto que me interessa muito e por motivos de Mark Rufallo. Agora Mad Max eu AMEI! Fui pro cinema com marido pensando que ia ficar de saco cheio mas me surpreendi MUITO. Furiosa maravilhosa. enfim…

    Beijooos!

  • Reply Manu 24 de fevereiro de 2016 at 6:45 PM

    Como pessoa morta de preguiça pra ver filmes, só vi mesmo The Martian desses que você citou, por insistência do Digníssimo ainda. E também me surpreendi, porque não curto essas ficções e gente morrendo no espaço e eu ficando angustiada, mas acabei gostando bastante (e a trilha sonora, ó: uma jóia) do Matt Damon e do brilhantismo da coisa toda. Mad Max eu bati o pé pra não ir ver pelos mesmos motivos seus: não quero ver gente suja e louca tretando nesse clima de fim do mundo, não vejo sentido em terem feito uma continuação pra Mad Max agora e me recuso a ver :v Mas a sua opinião sobre Spotlight me deu muita vontade de ir assistir!
    Sempre que chega a época de premiações na internet me sinto meio excluída, porque eu tenho uma preguiça tão grande de acompanhar essas coisas que eu nem sei explicar. Acho que vou ficar esperando você comentar mais sobre o Oscar e os prêmios HAUHAUHAUA assim me inteiro do assunto por aqui mesmo! :P
    beijosss! :**

  • Leave a Reply