QUERIDO DIÁRIO

RESUMINHO DA SEMANA #2: UMA PORÇÃO DE NADAS

Uma coisa que eu não tinha dito antes de começar a fazer esses resuminhos é que a minha vida, de um modo geral, é bastante chata. Quer dizer, eu gosto que ela seja assim. Eu gosto de passar os fins de semana de pijama, lendo meus blogs favoritos; gosto de me permitir não pensar em nada e ficar assistindo alguma série como se não houvesse amanhã; e também adoro poder ficar rolando na cama com o Loki, ainda que ele não goste de fazer isso o tempo inteiro. Tudo isso é muito bom pra mim, que estou curtindo o momento e tudo, mas quando a gente coloca aqui, num blog, o mínimo que as pessoas devem pensar que nossa, mas é sério que ela fez um resumo inteiro só pra falar de um fim de semana com pijama o dia inteiro? Pois é, eu sei. 

Minha ideia era ter feito alguma coisa interessante, que fosse ir ao cinema só pra contar pra vocês depois, mas a verdade foi que num momento era segunda-feira e daí eu pisquei e já era sexta, e eu não tinha feito absolutamente nada de relevante na vida. Nem as fotos, que eu prometi que tiraria pra ilustrar devidamente o próximo resumo da semana, eu não tirei. Acho que estamos com problemas. De todo modo, vocês aprovaram o post da semana passada e foi pensando nisso que eu resolvi vir aqui assim mesmo narrar os acontecimentos não-acontecidos (?) da última semana.

IMG_5767

o tipo de coisa que eu posto no snapchat, me sigam: alvesqueen

Na faculdade as coisas andam mais ou menos as mesmas, tirando que essa semana consegui ir em duas aulas dessa vez, e não em apenas uma #vitórias. Assisti uma aula bem interessante sobre estética do cinema e outra nem tão interessante assim sobre assessoria e consultoria em comunicação, num dia que sinceramente pareceu durar 200h e que me fez pedir para estar morta. Voltei pra casa com muito sono, o que é péssimo quando é você quem tem que voltar dirigindo, e eu odiei um pouquinho a vida por isso, até que resolvi tocar o foda-se e por algum motivo que ainda não consegui explicar (o sono, talvez?) resolvi tirar minha camiseta no meio do caminho e voltei pra casa dirigindo só de sutiã. Em minha defesa, tava calor demais pra continuar com uma blusa de manga comprida, mas foi um momento bem divertido e me senti num desses filmes aleatórios, cantando alto minhas músicas favoritas enquanto dirigia só de sutiã. Momentos. 

Meu estágio, via de regra, é muito tranquilo e normalmente eu não preciso fazer muito além de preencher tabelas, ligar pra algumas pessoas e enviar convites de eventos. Durante os eventos, no entanto, eu trabalho bastante. Na última terça aconteceu um evento bem importante na PGR e foi uma experiência bem incrível, ainda que não tenha sido fácil, e que me ensinou bastante sobre como lidar com pessoas, em especial com gente importante que sabe que é importante e usa isso em benefício próprio. No mais, fiquei deslumbrada com o quanto a PGR é enorme e linda. Eu já sabia que o prédio era belíssimo, mas não imaginava que lá dentro as coisas fossem ainda mais bonitas. Toda vez que eu olhava pra’quele gramado tinha uma vontade muito forte de me jogar e sair rolando, mesmo de vestido, e fiquei me perguntando por que as pessoas não pegavam o horário de lanche pra sentar naquela grama e comer alguma coisa ao invés de ficar no ar condicionado de seus gabinetes. Até fiz um snap (me sigam, sou alvesqueen por lá) pra compartilhar o tanto que o lugar era lindo, mas obviamente esqueci de salvar e tudo agora são só lembranças. 

Nessa semana também fui intimada pela minha amiga Analu a começar a assistir Grey’s de verdade e só posso dizer que foi a pior e melhor coisa que essa menina podia ter feito. Melhor porque a série é boa demais e não consigo fazer nada mais da minha vida além de assistir; e péssima pelos mesmos motivos. Minha vida de repente começou a girar em torno daquelas pessoas e de seus dramas, e de repente eu estava chorando com a história de pacientes aleatórios, querendo casar com c e r t a s pessoas e querendo ser amigas de todas elas, e olha que só terminei a primeira temporada. Tem cura isso ou é um caminho sem volta?

Também tivemos vídeo novo do One Direction e olha, juro que até tentei prestar atenção na música, mas sinceramente acabei só conseguindo prestar atenção nesses rapazes com roupa de astronauta, devia ser proibido jogarem homens tão bonitos assim sem nem dar um aviso de emoções fortes antes. Segurem minha mão e assistam, por favor. Mas a música é boa também, de verdade, curti bem.

A crise realmente passou e parece que finalmente consegui BEDAr com um pouquinho mais de ânimo e decência. Respondi postagens coletivas e memes também, mas ao contrário da semana passada, senti que consegui escrever umas coisas legais também no meio do caminho. Ainda não consegui adiantar nada de verdade, não consegui voltar a ter aquela tranquilidade da primeira semana, mas já foi um avanço pra quem, até a semana passada, encarava a tela do computador e não sabia o que escrever. Faltando pouco mais de uma semana pra folia acabar, me dei conta que tenho muito mais ideias do que dias vagos no calendário (além de algumas encomendas especiais), ou seja, parece que o jogo virou, não é mesmo?

IMG_5785

Pra adicionar um pouco de emoção, meu modem resolveu pifar no sábado de manhã. Foi uma situação muito inesperada porque eu fui dormir às 4h da manhã, depois de passar esse tempo todo no computador e quando acordo não tinha mais internet na minha casa. Um absurdo. Como sou uma blogueira muito responsável e comprometida com as ciladas que me meto, passei o fim de semana na casa do Gui, usufruindo da maravilhosa internet dele, com o dobro de velocidade da minha. Foi ótimo poder ter internet de novo, mas foi melhor ainda ter carinho e alguém cuidando de mim 24h, e fazendo questão de me engordar. Aliás, me lembrem, da próxima vez que eu vier pra cá, que comer demais sempre me faz passar mal. Grata.

A SEMANA NO BLOG

• No domingo, fiz meu primeiro resuminho semanal, seguindo os passos das minhas amigas que também resolveram aderir;

• Na segunda, falei sobre os filmes que assisti em agosto até agora (provavelmente os únicos que vou assistir no mês inteiro por motivos de: Grey’s);

• Na terça, escrevi sobre ter fake em tempos de Orkut e sobre bandas legais que não existem mais;

• Na quarta, tivemos blogagem coletiva da Máfia sobre novelas;

• Na quinta, contei sobre o dia que disseram que eu ia pro inferno só porque estava de short;

• Na sexta, respondi um meme sobre hábitos de leitura;

• No sábado, por fim, postei o meu primeiro vídeo da vida, que sinceramente ficou ridículo mas foi bem divertido fazer.

A SEMANA NA MÁFIA

• Na quinta, a Analu fez um post lindo pra responder um meme chamado “Se eu fosse você”;

• Na sexta, a Anna fez uma análise importantíssima e super relevante sobre a extensa lista de ex-namorados de dona Taylor Swift;

• Também na quinta, a Palo fez um post sobre sua viagem pro Kansas e deu algumas dicas do que fazer por lá;

• Na terça, a Iralinha escreveu sobre a incapacidade de falar das coisas que a gente ama demais;

• Por fim, de novo na quinta (quinta foi um dia movimentado), a Couth contou sobre o caso da estante, sem dúvida uma das melhores histórias que essa internet já viu. 

Previous Post Next Post

8 Comments

  • Reply Passarinha 24 de agosto de 2015 at 2:50 PM

    Amiga, tenho muito bode de gente importante que sabe que é importante e anda com o nariz empinado. Aí eu vou e resolvo que a melhor coisa a fazer da vida é trabalhar com direito, obviamente não tenho miolos. E não posso ver uma grama que tenho vontade de rolar, me ajuda.

    Dirigir de sutiã é um novo sonho da minha vida. O maior problema é que eu não dirijo (e to morrendo de ódio da fortuna que estou gastando renovando a minha carteira).

    Te amo <3

  • Reply Anna 24 de agosto de 2015 at 2:52 PM

    Eu tô GRITANDO com a história do sutiã, porque olha, já pensei várias vezes em fazer exatamente isso??? Não tive sua coragem, agora me sinto realizada. Rainha <3
    beijo!

  • Reply Couth 24 de agosto de 2015 at 4:01 PM

    Amiga, incrível como nunca fazemos nada nas nossas semanas, e mesmo assim elas são meio incríveis, né? Sei lá, adoro acompanhar tudo que você faz. Precisamos dirigir de sutiã por aí (?), achei bem libertador.

    E ai, não acredito que chegamos até aqui!!!!!
    BEDA DO SUCESSO!

    Beijos, amo você, e quero essa camiseta.

  • Reply Plan 24 de agosto de 2015 at 4:25 PM

    AMIGA HAHAHHAAHAHAHAAHAH dirigndo só de sutiã, QUE LINDA e maravilhosa. Vamos fazer isso juntas um dia? #heteras.

    Amor meu, acho que ficar em casa de pijama e vendo séries o dia inteiro é extremamente válido e maravilhoso. Continue assim que tá perfeito (?).

    E pq diabos a internet na casa do namorado é sempre melhor? Mistérios.

    TE AMO <3

  • Reply Analu 25 de agosto de 2015 at 3:00 AM

    Amiga, eu podia ser uma boa mimante (?) e comentar direitinho sobre seu post mas sério, não consigo me concentrar em nada que não seja DIRIGIR APENAS DE SUTIÃ OUVINDO MÚSICA ALTA, SOCORRRRRR.
    Me apaixonei demais por esse cenário, você é muito diva dona do mundo.
    E: seguir fundo no BEDA mesmo com um final de semana sem internet em casa não é para fracos, muito orgulho de você. E eu também AMO seus looks no snapchat, nem tento printar porque eu sou péssima em looks e tal, apenas babo mesmo, hehe.

    TE AMO!!!!

  • Reply Ana 25 de agosto de 2015 at 2:39 PM

    Ana, às vezes tenho a sensação de que poderíamos ser mega migas pelos teus relatos. Porque minha vidinha é chata (não pra mim), e eu amo passar os finais de semana de pijama assistindo seriado e na internets. Além disso, eu não tenho saco pra gente que anda com o nariz empinado e, que nem a Paloma, ainda assim me enfiei no Direito. Contece, né? Acho que acompanhei teus snaps do lugar munito e lembro de ter achado muito munito também.
    Agora, que momento maravilhoso deve ter sido dirigir de sutiã. Life goals, sabe?
    Aproveita Grey’s Anatomy, será uma ótima jornada. ♥

    Beijos!

  • Reply Thay 25 de agosto de 2015 at 3:55 PM

    Mas quem é que não gosta de passar os finais de semana vestindo pijama e assistindo seriados? Sério, se alguém diz o contrário está mentindo e ponto. E dirigir só de sutiã, geeeente, deve ser incrivelmente libertador! \o/

  • Reply BA MORETTI 5 de setembro de 2015 at 9:29 PM

    essa do sutiã, que coisa maravilhosa. e como diz meu pai: a gente chega numa época da vida (ele se referindo aos 63 anos dele) em que tá liberado ser excêntrico. e eu acho que a gente pode achar isso válido pra qualquer fase da vida e por qualquer motivo porque né, achou válido então tá valendo. sem falar que esses são os melhores momentos.

  • Leave a Reply