COM AMOR

THANK YOU NOTE

Inspirado nesse projeto incrível aqui.

Sou grata por ter passado a última noite em claro, ainda que eu tivesse que estar de pé às 9:00, porque isso não aconteceria se não amasse tanto o que faço, se não me realizasse tão profundamente no meu trabalho. Sou grata por ter o privilégio de trabalhar com o que gosto, de poder escolher meus caminhos, mas principalmente por poder mudá-los sempre que necessário. Sou grata pelas pessoas que encontrei nessa jornada, que me surpreendem todos os dias, que acreditam em mim quando fazê-lo parece impossível e me lembram que, por mais difícil que seja, o impossível, na verdade, não existe. Depois de uma semana difícil, de chegar muito perto de desistir, foram essas pessoas que me seguraram no lugar. Sou grata por todo o suporte do mundo, por ter uma família que não cobra, incentiva; por ter amigos que às vezes não sabem exatamente o que faço, mas confiam no meu potencial; pelo namorado que mesmo quando não sabe a cilada em que está se metendo, ainda assim, mete a mão na massa. Junto comigo, sempre comigo.

Sou grata pelas viagens que fiz, pelas pessoas que conheci, pelas tristezas que dividimos porque só elas nos possibilitaram aproveitar os momentos de felicidade. Sou grata por todas as casas que ganhei ao redor do Brasil, um país tão grande, mas onde eu, inevitavelmente, sempre terei um lugar pra chamar de lar. Sou grata pelas lágrimas de saudade daquilo que é especial demais para ser deixado para trás sem algumas lágrimas pelo caminho, sem o vazio imenso que fica no peito quando a gente se despede. Sou grata pelas pessoas que foram, porque precisavam seguir novos caminhos, porque cumpriram aquilo que precisavam no meu caminho; mas sou, sobretudo, grata àquelas que, mesmo depois de ficar longe, encontraram um caminho para voltar. E quiseram voltar, o que talvez seja mais importante. Sou grata pelas cartas, enviadas ou não, pelos gestos de carinho, pelos telefonemas de duas horas em que mesmo o silêncio se torna um quentinho no coração. Pelas músicas que gritamos, pelas mágoas que dividimos, pelas confidências que fizemos, pelos segredos que hoje guardo comigo e também são parte de mim.

Sou grata pela minha família, que mesmo tão diferente de mim, sempre permitiu que eu fosse quem eu desejasse, que me ensinou a pensar por conta própria, que me permitiu sonhar e sonhar grande, mesmo que todas as pessoas fossem rir de mim. Eu não era idiota, eles me disseram, e eu acreditei. Sou grata pela minha mãe, que de todas as pessoas maravilhosas que estão na minha vida, é a maior e mais importante delas. A mulher que me ensinou tudo, me deu tudo e que sempre vai ser minha maior inspiração e referência. Por ser a minha única certeza; meu início, meu meio e, inevitavelmente, meu fim. Sou grata pela sorte de ser filha de quem sou, por dividir e pra sempre carregar uma parte dessa mulher em mim. Sou grata por ter um teto sobre a minha cabeça. Sou grata por todas as oportunidades. Sou grata por todos os “nãos” que fizeram os “sims” terem um gosto infinitamente mais doce. Pelas coisas boas e pelas ruins. Pela vida. Pelo o agora. Pelo passado, pelas raízes, por tudo aquilo que aconteceu e me permitiu estar aqui hoje. Sou grata por continuar a encontrar motivos para ser grata, mesmo em uma semana bosta. Que continue sendo assim, sempre.

 

Previous Post Next Post

No Comments

Leave a Reply